descrição

Este cantinho foi criado para expressar as alegrias vividas em todos momentos vividos a maioria da
sociedade poderiam dizer
que estou maluca, pois ironacamente associam correntes a algo que aprisiona,
porém aqui eu posso afirmar que
acorrentada sigo livremente rumo a
felicidade......








Acorrentada as suas vontades, presa aos meus desejos de joelhos aos seus pés, entregue em tuas mãos minh'alma, meu corpo, minha respiração.......

terça-feira, 22 de maio de 2012

CORRENTES SONORAS

Hora Remexer ou melhor Balançar as Correntes .



 correntes do passado presente  e futuro


Garganta

Ana Carolina

Minha garganta estranha
Quando não te vejo
Me vem um desejo
Doido de gritar
Minha garganta arranha
A tinta e os azulejos
Do teu quarto, da cozinha
Da sala de estar (2x)
Venho madrugada
Perturbar teu sono
Como um cão sem dono
Me ponho a ladrar
Atravesso o travesseiro
Te reviro pelo avesso
Tua cabeça enlouqueço
Faço ela rodar (2x)
Sei que não sou santa
Às vezes vou na cara dura
Às vezes ajo com candura
Pra te conquistar
Mas não sou beata
Me criei na rua
E não mudo minha postura
Só pra te agradar (2x)
Vim parar nessa cidade
Por força da circunstância
Sou assim desde criança
Me criei meio sem lar
Aprendi a me virar sozinha
E se eu tô te dando linha
É pra depois te... Han!
Aprendi a me virar sozinha
E se eu tô te dando linha
É pra depois te abandonar...(4x)
Minha garganta estranha...
(Diz aí!)
Aprendi a me virar sozinha
E se eu tô te dando linha
É pra depois te abandonar
Eh! Eh!
Aprendi a me virar sozinha
E se eu tô te dando linha
É pra depois te abandonar...






Preto

Preto se você me der amor,
Tudo de mim você terá
Preto, se você pisar na bola,
Boto outro em seu lugar

Preto se você me der amor,
Tudo de mim você terá
Preto, se você pisar na bola,
Boto outro em seu lugar
Porque o carro é meu
O celular é meu
O silicone é meu
Não foi você quem deu
Tô cheia do vazio
Do que me prometeu
Quem Manda Em Mim Sou Eu
Porque o carro é meu
O celular é meu
O silicone é meu
Não foi você quem deu
Tô cheia do vazio
Do que me prometeu
Quem Manda Em Mim Sou Eu
Eu não vou servir de escada pra você
E nem vou implorar por um carinho seu
Agora jaz aqui no peito aquele homem que me perdeu
Preto se você me der amor,
Tudo de mim você terá
Preto, se você pisar na bola outra vez,
Boto outro em seu lugar
Preto se você me der amor,
Tudo de mim você terá
Preto, se você pisar na bola outra vez,
Boto outro em seu lugar
E aquele e-mail meu
Que você recebeu
Não era pra ser seu
Nem sei porque "cê" leu
E por favor não mexa
Com os amigos meus
Se até meu ex é meu
E aquele e-mail meu
Que você recebeu
Não era pra ser seu
Nem sei porque "cê" leu
E por favor não mexa
Com os amigos meus
Se até meu ex é meu
Eu não vou servir de escada pra você
E nem vou implorar por um carinho seu
Agora jaz aqui no peito aquele homem que me perdeu
Preto se você me der amor,
Tudo de mim você terá
Preto, se você pisar na bola outra vez,
Boto outro em seu lugar
Preto se você me der amor,
Tudo de mim você terá
Preto, se você pisar na bola outra vez,
Boto outro em seu lugar


Ainda no presente




estes elos dizem um pouco do momento atual , sou doce e feroz quando ferida
sou brisa do mar se acalentada.
sou a bala de um canhão enfrentando uma  batalha
sou a Bomba  H  se provocada


 P.S( trecho da poesia : Tempos Eternos) ( Autora: eu)