descrição

Este cantinho foi criado para expressar as alegrias vividas em todos momentos vividos a maioria da
sociedade poderiam dizer
que estou maluca, pois ironacamente associam correntes a algo que aprisiona,
porém aqui eu posso afirmar que
acorrentada sigo livremente rumo a
felicidade......








Acorrentada as suas vontades, presa aos meus desejos de joelhos aos seus pés, entregue em tuas mãos minh'alma, meu corpo, minha respiração.......

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

o castigo
quase começo de fim de semana, entardecer de uma quinta feira, muito sol esperando hora do encontro entre amigos sem culpas, telefone toca e do outro lado ela diz : "não vou poder ir, algumas horas depois recebo mensagem dizrndo me espero no local de sempre, sim ela havia mudado rumo dos compromissos aquela tarde, no local determinado esperei alguns breves minutos e no estacionamento o carro vermelho buzina entro e sou recebida com um sorriso e vamos em direção ao barzinho onde estariam os amigos,bebemos eu (sempre com meu refrizinho basico churras de coração e otimo bate papo uma delicia e claro dona atenta a tudo um frenesi de passantes indo e vindo então desviei o olhar por segundos e vi um homem afro alto e junto com uma amiga que estava dando um passseio fora do seu curral inocentemente fiz uma exclamação.
Dona não se abalara com o fato levantou-se deu uma saida creio que foi ate o carro , e quando voltou a mesa e sentou-se fora logo afirmando vc terá uma surpresinha ao final da noite, então percebi que ela havia entendido o erro que cometi , ao fim da noite nos depedimosdos demais e saimos dona eu e duas outras amigas , paramos em um ( Motel afastado ) e no quarto ela diz seras castigada agora minha menina pra se lembrar que pertences a mim . então preparou os chicotes me ordenanso a responder porque estava sendo castigada.
então ao sentir o calor do couro em minha pele respondia qual fora o meu erro . então dona me abraçou e disse agora vamos para casa e assim terminamos a noite conversando alegremente em casa até pegar no sono.

Nenhum comentário:

Postar um comentário